NOTA INFORMATIVA À POPULAÇÃO - Encerramento Temporário CCAM

O Executivo da União das Freguesias de São Pedro de Alva e São Paio de Mondego tomou conhecimento, através de um aviso afixado na agência da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo (CCAM) de S. Pedro de Alva, de que esta instituição bancária irá encerrar portas para obras, a partir do dia 11 de julho e por tempo indeterminado.

Incrédulo, porque foi completamente apanhado de surpresa com a lamentável notícia, o Executivo não perdeu tempo a exigir explicações formais à CCAM.

O Executivo autárquico condenou energicamente a falta de diálogo e de respeito da CCAM para com a nossa Freguesia e os seus fregueses e repudiou veementemente a decisão unilateral da instituição, que nem sequer se dignou dar-nos oportunidade de oferecermos local alternativo para alojar a agência bancária até à conclusão das obras.

À Direção da CCAM, o Executivo da União das Freguesias afirmou, sem hesitar, que discorda em absoluto desta postura, condena o desprezo institucional e o afastamento em que colocaram as instituições locais, as empresas e os fregueses de São Pedro de Alva, sobretudo os mais idosos, os que têm mais dificuldade de mobilidade e menos habilitados para o recurso aos meios digitais.

O Executivo da União das Freguesias, no sentido de tentar travar o anunciado fecho das instalações bancárias, comunicou já à CCAM que está disponível e muito interessado em oferecer instalações para acolher, durante as obras, a agência e requereu à mesma uma reunião com caráter de urgência.

Em resposta, a CCAM assumiu o compromisso de honra de não encerrar definitivamente a agência.

Não obstante, o Executivo da União das Freguesias não se conforma com a resposta, pelo que não abdica de reunir pessoalmente com a Direção, no sentido de ser encontrada uma solução que jamais prejudique os nossos fregueses, como esta que está aqui em equação.

Daremos mais notícias assim que as tivermos, na certeza de que não pouparemos esforços para exigir das instituições, sejam elas quais forem, o respeito que o povo de São Pedro de Alva merece e de que é indiscutivelmente credor.

O Presidente do Executivo,

Vítor Cordeiro