Vimieiro - Bandeira Azul 2020

Vimieiro - Bandeira Azul 2020

Este ano a época balnear será diferente do habitual pelas contingências impostas pelo combate à COVID-19, que implicam um conjunto de regras para quem pretende usufruir destes espaços, mas apesar de todos os constrangimentos, a nossa Praia Fluvial do Vimieiro foi, pelo 4º ano consecutivo, distinguida com o galardão da Bandeira Azul, pela Agência Portuguesa do Ambiente, que distingue as praias que cumprem os requisitos de qualidade ambiental, segurança e bem-estar, e também segundo a Turismo do Centro “…uma evidência de que a qualidade das águas nesta região continua irrepreensível e merecedora da confiança dos visitantes”.

O Turismo de Natureza e as Praias Fluviais são uma das prioridades do Executivo da União das Freguesias que apostou na Requalificação desta Praia através de uma intervenção paisagística, criando um conjunto de infra-estruturas, com o propósito de uma melhor receção aos utilizadores e visitantes deste espaço. Encontrando-se concluída a 1ª fase da obra (parque de merendas, estacionamento e acessos), está a decorrer a 2ª fase neste período balnear, o que pode causar pequenos constrangimentos a quem nos visita, nomeadamente na zona de lazer envolvente à praia.

O trabalho desenvolvido ao longo dos anos no Vimieiro deve-se também ao contributo prestado pelos vários agentes privados e públicos, nomeadamente pelos proprietários do casario existente (pelo seu contributo para o restauro dos mesmos edifícios de acordo com as suas características originais, desenvolvendo alguns projetos de alojamento local), dos concessionários do Restaurante “O Vimieiro”, e do Município de Penacova pelo apoio prestado ao nível logístico e financeiro.

Mas durante a execução desta obra foram surgindo alguns entraves que nos levaram a tomar decisões que implicam alterações ao projeto inicial. Estas alterações resultam da apresentação de uma participação junto da APA (Agência Portuguesa do Ambiente), por parte de um particular, que sendo proprietário das duas margens a jusante do açude, reclama a titularidade dos terrenos marginais ao Rio Alva e a respetiva posse do leito do curso de água, ao abrigo duma legislação pouco concreta e esclarecedora no que concerne a direitos e obrigações, e que resultou na suspensão da licença de domínio hídrico emitida em janeiro de 2019, pela mesma Entidade, para as obras a jusante do caneiro do Vimeiro.

No nosso ponto de vista não concebemos que os proprietários das margens tenham posse do leito do Rio, podendo condicionar investimento de interesse público, inviabilizando projetos de valorização da nossa região e fazendo prevalecer o interesse privado em detrimento do interesse publico. Mas, infelizmente a legislação legitima estas situações, o que nos impõe abdicar de todas as infraestruturas de investimento previstas para a parte de baixo do caneiro, limitando o projeto inicialmente aprovado e obrigando à sua restruturação.

Resta-nos apresentar o nosso pedido de desculpas pelos transtornos eventualmente causados aos visitantes, e continuar com a mesma determinação e vontade de finalizar com sucesso este projeto de tornar o Vimieiro o ex-libris turístico e gastronómico que ambicionamos, servindo também de alavanca ao desenvolvimento da nossa economia local.




Vimieiro - Bandeira Azul 2020